Arquivo da categoria: “Deborices”!

Socorro! 10k

Acordei hoje com uma preguiça enorme de sair pra correr. Tava com medo dos 10k sem treino, das dores na canela dos últimos 8k sem treino… ODEIO-NÃO-TREINAR!

Quando vi o tamanho do Minhocão, só pensava: QUE MERDA ESTOU FAZENDO AQUI? 

Comecei a andar um pouco por desespero, queria dar meia volta, desistir e mudar todas as provas futuras de 10k para 5k (tenho DUAS ainda!) 

Mas fui correndo devagar, às vezes andando… O tempo todo olhando o pessoal que já estava voltando para encontrar o Beto Monteiro. 
E ele apareceu! Veio todo animado me animar… Vimos os corredores dos 21k se aproximar cheios de gás… *PS: Aliás, COMO PODEM CORRER TÃO RÁPIDO mesmo depois de tantos quilômetros? 👀

E perdida nos meus pensamentos malucos durante a prova, de repente me dei conta de que só faltavam 3k. 

Andei, corri, quase chorei de dor e finalmente acabei! 

Aí, como mágica, nessa hora só conseguia pensar: “NÃO É TÃO RUIM ASSIM. SÓ TREINAR!” 

Outubro tem mais 10k! 😃

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em "Deborices"!

Sem título para o infinito!

E mais um ano chega ao fim.
O que foi este 2015?
Ele se esforçou muito para entrar para a história dos mais difíceis que já vivi como jornalista.
Difícil para muitos amigos e colegas de trabalho.
Duro para a política e economia do nosso país.
Ano em que a intolerância, sem máscaras, apareceu em todos os aspectos do nosso dia a dia.

Mas 2015 também entrou para minha história como um dos anos que mais aprendi.
Aprendi a superar meus limites na corrida.
Voltei para a sala de aula.
Ganhei do samba amigos para a vida.
Passei a agradecer mais pelo meu trabalho.
E valorizar pequenos momentos, daqueles que dão paz de espírito.

Então, não espero muito de 2016.
Não pretendo criar expectativas.
Meu único desejo para este “ano novo” é que seja generoso.
Generoso comigo, com minha família, amigos e com os desconhecidos.
Amém!

Deixe um comentário

Arquivado em "Deborices"!

O dia que eu queria dormir!

Ahhhhh, o amor. Tão lindo!
Você fala para o namorido, na véspera de completar dois meses que estão morando juntos, toda dengosa, que está muito cansada e planeja chegar do trabalho, tomar um banho e dormir.
(Você chega umas 21h e ele só depois da meia noite)
Ele apoia prontamente e diz para não se preocupar com o jantar, que come qualquer coisa na rua.
Tudo em perfeita harmonia, saem juntos de casa, ele tranca a porta, ganha uma carona até o ponto de ônibus… Despedem-se amorosamente.

Duas horas depois, ele liga: “Oi amor, sabe aquele plano? Então… É… Sua chave está no meu bolso…”

Aí vocês devem estar se perguntando o que o amor tem a ver com tudo isso? E tem tudo.
Ele está vivo. Não foi esganado por mim e ainda ganhou uma carona do aeroporto até em casa (ele e a chave)!

1 comentário

Arquivado em "Deborices"!

Gnomo safado, sem vergonha!

gnomos1[1]

Vira e mexe some alguma coisa no Mini Lar. Nem me preocupo porque sei que o Gnomo vai devolver.
Semana passada foi a pomada de Cataflan e essa semana a fronha do travesseiro do Peruche.
Aí, é só eu chamar o pequeno Gnomo de “safado sem vergonha” que as coisas aparecem de volta. O Cataflan ele devolveu na cestinha de tranqueiras do banheiro e a fronha colocou debaixo da outra fronha.
Que pilantrinha!
O Peruche tem certeza que o Gnomo sou eu mesma… E eu tenho certeza que os Gnomos existem e visitam nossa casa porque somos hospitaleiros.

Deixe um comentário

Arquivado em "Deborices"!

Se conselho fosse bom…

Pensei em começar o post recitando aquele velho ditado: “Se conselho fosse bom, as pessoas não davam. Vendiam!”. Mas concordo só parcialmente com essa famosa frase.

Há sim ótimos conselhos, aqueles indiferentes e os que podem arruinar as decisões de alguém.

É importante pensar antes de sair falando qualquer coisa pra quem precisa de uma ajudinha…

Se o que pretende dizer pode fazer o amigo feliz, vá em frente!

Se já viveu algo parecido, vale contar sua história e como as coisas se sucederam para que o outro chegue a uma conclusão sozinho… Às vezes, é bacana que o amigo possa analisar o acontecimento como um telespectador.

Mas uma coisa é fato: os melhores conselhos são aqueles que deixam a pessoa refletir, analisar e decidir sozinha a atitude mais sensata a tomar. Nada que é feito com base no conselho de alguém, sem que o aconselhado se sinta a vontade com aquilo, surte efeito.

Por exemplo, o amigo que influência o outro a ficar solteiro porque é o que é melhor pra ele, pra ter companhia para balada ou para os momentos de solidão, está sendo egoísta. Aquele que sugere continuar um namoro que faz mal porque necessita de um casal pra passear, também, está errando.

O CONSELHO DEVE PRIORIZAR QUEM NECESSITA DELE E NÃO QUEM DÁ!

Não se esqueça que o que diz vai influenciar na felicidade de alguém. E para ser um bom conselheiro é preciso ser mais que um amigo… É preciso ser sincero e realista! É preciso apontar os erros de quem pede ajuda e não, somente, dizer o que o outro quer ouvir.

Resumindo: aconselhar não é fácil… Então, quando não tiver certeza do que dizer, diga só que estará ao lado da pessoa para o que ela precisar.

Alguém tem algum outro conselho pra dar?

4 Comentários

Arquivado em "Deborices"!

Gentileza, cadê você?

Dou sinal para o ônibus, o motorista para, abre a porta e eu entro para mais uma “viagem” de duas horas até o trabalho.
Minha atitude é sempre a mesma:
– “Bom dia”, digo com um sorriso no rosto mesmo quando estou cheia de preguiça…
Posso contar nos dedos quantos me responderam nesses quase 6 meses em que o Detran me “colocou de castigo”.
Ao me sentar no banco, ao lado de alguém, digo um “licença”. Alguns respondem com olhar de aprovação mas muita gente nem olha para o lado para ver quem sentou.
Na hora de entrar no metrô tem quem não respeite a fila natural que se forma na plataforma. E, para sair do vagão, àqueles que não esperam as pessoas desembarcarem.
A maioria anda de cara amarrada parecendo que vai te morder.
Por que tá todo mundo assim, tão arisco?
Tudo bem que a vida é uma correria, o transporte público ruim demais e cansativo, mas não acho que justifique tamanha ausência de gentileza entre as pessoas.
Claro que, às vezes, não estamos em um bom dia… Nem estou dizendo que todos devem sair pelas ruas gargalhando, mas gentileza gera gentileza.
Sinto que essa palavra está perdendo seu sentido prático e vai permanecer só nos dicionários.
Não quero um mundo assim para meus filhos. Vou continuar sorrindo, mesmo sem retribuição, dando bom dia e tentando fazer minha parte.
E você? Já sorriu gentilmente hoje?

PS: Para não ser injusta com quem procura fazer a diferença também, prometo escrever um outro post, logo mais, sobre pequenas coisas boas que vejo por aí!

Beijo, outro, tchau! 😉

4 Comentários

Arquivado em "Deborices"!

Mexa-se!

A vida é um labirinto sem fim…
Temos que nos esforçar dia-a-dia para encontrar o caminho certo e seguir em frente!
Se não fossem as curvas, subidas, descidas, vento forte ou calor demais para nos impedir de estacionar naquele ponto, não sairíamos do lugar.
E parados, não vivemos!

5 Comentários

Arquivado em "Deborices"!